Simples Decoração - Porque o bom é simples

Dicas

Cabe uma cadeira de rodas no apartamento pequeno?

Não estou querendo que isso aconteça com vc, mas vai que um acidente lhe exija temporariamente o uso de uma cadeira de rodas? E considerando também aqueles que a usam permanentemente – É possível viver bem (ou viver) em um apartamento pequeno usando uma cadeira de rodas? Vamos ver!

05 05 13_plantameio01thumb-apartamento-a-venda-rua-joao-felisberto-moreira-vila-jacui-sao-paulo-sp-por-0

Bem, esta é a planta de um apartamento (que nem é tão pequeno assim, certo?) de 54 m2 lançado em SP (peguei aleatoriamente na Internet). E os círculos em vermelho são os pontos críticos, alguns impossíveis, para locomoção em uma cadeira de rodas, considerando a distribuição de móveis mostrada. Preocupa, não?

De acordo com a NBR9050 – Norma da ABNT que trata da Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos (praças, jardins, ruas, estabelecimentos comerciais, etc) :

1) Para fazer a rotação de uma cadeira de rodas é necessário um espaço livre de 1,20m  ou 1,50m de diâmetro para dar “meia volta” ou volta completa respectivamente.  Além disso, para circular em linha reta o ideal é 90cm livres – 80cm é o mínimo. Quer dizer: No quarto de um hotel e no banheiro de um restaurante, por exemplo, no mínimo, deveria haver estas situações:

voltaquarto         voltabanheiro

Observando os pequenos apartamentos de hoje vemos que SE a NBR9050 fosse respeitada completamente, ser cadeirante e ir a um restaurante, hotel, etc seria fácil e sempre possível, mas dentro de casa a coisa parece estar ficando cada vez mais complicada…

Vamos ver se melhora com a nova NBR 15575, que exige, além de diversas outros itens interessantes para o conforto e saúde do morador,  um número mínimo de unidades em um edifício residencial que respeite a NBR9050 (quer dizer, casas/apartamentos para cadeirantes) e tamanho mínimo dos cômodos de acordo com um mobiliário mínimo. (Esta nova Norma, se nada mudou, passará a ser exigida a partir de Julho /2013). Eu a estou lendo para fazer um post sobre ela.

E para vcs verem como é possível construir uma casa ou apartamento pequeno que permita a locomoção fácil de um cadeirante, vejam a planta abaixo, um projeto mostrado no livro O Projeto sem Barreiras de 1997 (Anjos, Flavio C.; Qualharini, Eduardo L.; pág. 137) :

aptopossivel

Esta casa tem pouco mais de 76m2 e 2 quartos (e ainda tem varanda!)

Então, vai uma dica:

Se vc estiver construindo e tiver terreno bastante é interessante pensar em ambientes de bom tamanho, corredores mais largos, espaços livres  e vazios – Eles são muito importantes para nosso conforto e, em certas situações, são fundamentais.

Se vc estiver comprando: Questione (ou consulte um engenheiro ou arquiteto para uma avaliação) o quanto é fácil ou não fazer uma reforma que permita maior acessibilidade no seu apartamento ou casa, no caso de haver necessidade.

Se já comprou: Quando possível consulte um engenheiro ou arquiteto para uma avaliação do quanto é fácil ou não fazer uma reforma que permita maior acessibilidade no seu apartamento ou casa, no caso de haver necessidade. E REZE!

Para saber mais sobre acessibilidade e ambientes adaptados para deficientes físicos, veja a guia ACESSIBILIDADE

Posts relacionados

Comentários:

Elisa · 03 de junho de 2013 às 09:26

Muito interessante! Quando estava procurando apartamento consultei normas e comecei a prestar a atencao naqueles panfletos de sineleira. A maioria dos apertamentos modernos passa longe do aceitável. Vi que várias coisas básicas sao ignoradas (tamanho mínimo das cômodos, passagem de 70 cm entre cama e armário ou parede, etc). Ou seja, nao precisa nem estar numa cadeira de rodas pra viver sem espaco.
Uma amiga foi construir uma casa já com 50 anos. Ela, cujo pai foi cadeirante nos últimos anos de vida, montou a casa de um jeito que pudesse numa eventualidade morar só no primeiro andar. No térreo, além da sala integrada a cozinha, lavabo e lavanderia, ela colocou a suite dela com quarto e banheiro espacosos. No segundo andar ficam mais quartos (filho e hóspedes), escritório, sala de TV e outro banheiro.

Responder

Rosana Silva · 03 de junho de 2013 às 22:35

É, Elisa. Infelizmente é isso o que acontece.
Previdente a sua amiga..Se vai construir é bom aproveitar para pensar nisso… Casa para toda a vida, aconteça o que acontecer….
bjo
Rosana

Katherine · 03 de junho de 2013 às 06:59

Meu pai é cadeirante e precisamos nos mudar para que pudessemos atender suas necessidades, porém agora vou me casar e gostaria de encontrar um apartamento que meu pai pudesse me visitar, mas a dificuldade é enorme. Os novos condomínios que “respeitam” as novas normas fazem apartamentos de somente 1 quarto, ou seja, o cadeirante não pode ter filhos, como é o caso do meu pai que tem 3. Seria impossível morar em um apartamento desse! Fico muito triste com nossa realidade.

Responder

Rosana Silva · 03 de junho de 2013 às 23:26

Oi, Katherine
Infelizmente, vc está certa. E a situação está se tornando cada vez pior. É necessário mobilização da sociedade para que esta situação se modifique.
Está já em vigor uma lei que exige que haja um percentual de moradias, em novos empreendimentos, que comportem cadeirantes, é um passo. Mas, muito pequeno, infelizmente.
um beijo
Rosana

francinaldo de amorim · 03 de junho de 2013 às 11:37

Sou caderante quero fazer uma casa 7 por 10 egotaria de sabe um conpate mento bom de largura e conprimento vc pode mim ajuda? Um banheiro dentro do cuarto, e uma cuzinha, uma sala e 2cuarto porfavor mim a juda?

Responder

Deixe o seu comentário!