Conceitos Produtos

Os clássicos eternos do Design – Egg e Bertoia

O que faz um móvel se tornar um clássico? Acredito que tem a ver com um bom design que alia perfeitamente belezafuncionalidade, muitas vezes sua importância no momento da criação por alguma questão técnica ,  algo misterioso que faz com que ele atravesse gerações sem perder o toque de atualidade – Um clássico não é “datado”- a visão à frente do tempo em que foi produzido, uma quebra de paradigmas, a história de sua criação e muitas vezes algumas ou todas estas coisas juntas.

Mas que faz bem aos olhos ver um clássico do design, isso faz, né ? Vamos ver alguns?

Poltrona Egg

atec eggchair 2660

(Foto: Atec – Fabricante da Egg Chair exatamente como o projeto original – Visite a página e veja o vídeo da produção da poltrona)

Criada em 1958 por Arne Jacobsen para o lobby do Royal Hotel (atualmente Radisson SAS Royal Hotel, em Copenhagen) que foi o primeiro arranha-céu da cidade e o mais alto prédio da Escandinávia nesta época, além de ser o primeiro da rede Radisson e o primeiro Design Hotel do mundo. Ele foi inaugurado em 1960 e foi projetado sabe por quem? Pelo Arne Jacobsen, que era arquiteto também! Hoje somente um quarto – o 606 – ainda se mantem original, com todos os móveis e revestimentos da época.

radissonblu Room606_1699

(foto: Blog.Radissonblu – Uma linda página para visitar!)

Voltando à esta linda poltrona: Seu nome deve-se ao  formato de casca de ovo, que envolve quem está sentado nela, permitindo certa privacidade. Orgânica, ela quebrava as formas retas da arquitetura do hotel. Foi criada usando uma nova técnica: Estrutura com espuma de poliuretano sob o tecido, dando forma e conforto.

atec 793

(Foto: Atec – Detalhe do desenho em forma de onda da costura feita à mão. Apenas cadeiras Egg originais e as feitas de acordo com o processo de fabricação criado por Arne, como a Atec,  têm este tipo de costura)

detalhesdoceu20a

(foto:detalhesdoceu)

Cadeira Bertoia

knoll bertoia-side-saarinen-outdoor-880

(foto: Site da Knoll fabricante da original Bertoia)

O designer Harry Bertoia  criou esta cadeira, em 1952, usando um elemento novo para o design de cadeiras: Uma tela metálica, curvada e soldada. Ele trabalhava para a  Knoll International e apresentou a proposta à Florence Knoll, que viu a semelhança com uma cesta plástica de secar pratos e pediu que ele criasse uma cadeira com esta forma, que se adaptasse ao corpo humano.

casinhacolorida b

(foto:Casinhacolorida)

A cadeira Bertoia original é tem assento e base construídos de varas de aço soldadas e tem uma aparência sólida, mas ao mesmo tempo é leve. As almofadas se encaixam no quadro por botões de pressão.

Harry criou uma série de cadeiras a partir desta ideia, como a Diamond Chair, também em 1952:

diamond 6179_z

(Foto: Knoll – na página há mais informações sobre ela – em inglês)

Na Diamond original, o assento e almofada são presas ao quadro com filamentos escondidos e ganchos de metal. E os assento e base são construídos também de varas de aço soldadas revestidas com cromo polido ou em um revestimento específico (Rilsan, um polímero) branco ou preto.

Bertoia_Diamond_Chair_Gold_2_sq_947x

Uma Diamond Chair um pouquinho mais cara – É feita em OURO 18 k!!  (Valeiminhanossenhora o preço disso? kkkkk)


É incrível como a inspiração pode vir de qualquer elemento. E como inspiração e a pesquisa séria de novas formas de produção, quando unidos, fazem coisas fantásticas. Vou continuar falando destes clássicos mais lentamente, mas para uma visão geral, acesse a página: Os Clássicos do Design – História , onde falo de inúmeros designers do século XX e suas criações. 

(Este texto foi adaptado de um post que eu fiz – e não está mais disponível – para a Gabriel on line muitos anos atrás)

Posts relacionados

Comentários:

Deixe o seu comentário!