Simples Decoração - Porque o bom é simples

Tag: tecidos

Dicas Organização Produtos

5 dicas sobre – Que tecido usar?

Já falei sobre as estampas na decoração, sobre as fibras naturais (o linho ,o algodão e a seda) e ainda vou falar sobre os sintéticos. Mas neste post quero dar dicas rápidas sobre a escolha de tecidos em situações bem específicas: Quando você tem gato ou cachorro, para quartos de crianças, para alérgicos, para área externa, para almofadas, sofás e cortinas. Vamos lá?

 1) Quando você tem um pet:

Nada de estofados desfiados ou cheios de pelos. É só escolher bem: Tecidos com tramas bem fechadas,  que sejam limpos com um pano umedecido e que resistam à escovação para retirar os pelos. Impermeabilizar é uma forma de dar maior durabilidade ao tecido: Escolha brins, as sarjas, lonas, lolitas, o sued ou  ultrasued e os tipo Acquablock (preferencialmente em cores não muito escuras). Não use Seda, Chenille, Jacquard, Veludo ou Linho.

diariodoisgatos

(Foto: Diáriodosgatos  – Eu acho que esta é a Mingau, rs!)

Continue lendo →

Conceitos Produtos

Os Tecidos na Decoração – Parte 3

Na  Parte 1 desta série  eu falei sobre como um tecido é feito, os tipos de fibras e de onde elas vem. Expliquei a diferença entre padrões e estampas e falei sobre o linho.   Na parte 2, eu falei sobre o Algodão  . Agora vou falar sobre a Seda .

História:  Diz a Lenda que a seda foi descoberta pela imperatriz chinesa Si-Lung-Schi, por volta de 1800/2000 AC quando um casulo de bicho da seda caiu de uma amoreira na sua xícara de chá. Ela percebeu que o casulo, quando molhado, formava um fio. Eu não sei porque ela decidiu tecer com o fio, mas foi o que fez.

wikipedia silkworm cocoonCasulo do bicho da seda – Photo Wikipedia

Continue lendo →

Conceitos Produtos

Os Tecidos na Decoração – Parte 2

Na parte 1 desta série falei como um tecido é feito, os tipos de fibras e de onde elas vem, expliquei a diferença entre padrões e estampas e falei do linho. Agora vou falar do algodão.

O Algodão é a fibra vegetal mais comum e mais antiga depois do linho e da lã. Um fato interessante da fibra algodão é que vem de plantas (os algodoeiros, claro!) da família das malvas, a mesmo família do quiabo!

O processo:

O algodoeiro produz flores brancas, que caem após ficar vermelhas, deixando um fruto, que é a cápsula. Cada cápsula tem até 40 sementes, envolvidas por fibras brancas felpudas, compostas quase 100% por celulose. Qdo a cápsula amadurece, a fibra está ok para a colheita. As fibras mais longas chegam a 6,5 cm de comprimento e estas são as melhores. Mas a maioria tem 2,5 cm somente.

algodao

Daí, as fibras são limpas, descaroçadas (separadas das sementes), “penteadas”, esticadas, torcidas em fios, tratadas, tingidas e algumas combinadas com outras fibras… Depois disso tudo elas são tecidas (no tear, onde dois fios são usados juntos para dar trama e gramatura) e se transformam no tecido algodão. Depois disso ainda pode passar por diversos processos (Chamuscagem, Branqueamento, Mercerização, Tingimento, Acabamento – veja aqui para saber mais)

Continue lendo →

Conceitos Dicas

As estampas na decoração e na moda – Parte 8

Na parte 1  desta série falei dos: Chita / Chintz / Toile de Jouy e Liberty. Na parte 2 falei da  Cashmere. Na parte 3 das  listras. Na parte 4 do xadrez Tartan. Na parte 5 comecei o xadrez (Pied-de-Poule, Pied-de-Coq e Príncipe de Gales) e na parte 6 falei sobre outros xadrezes e o Tweed. Na parte 7 sobre os Animal Print .

Agora vamos falar da Risca de Giz, da Espinha de Peixe, do  Chevron e ZigZag

Risca de Giz: Ela nasceu na Inglaterra, mas ninguém sabe muito bem como: Uns dizem que foi adotado como uniforme de bancos e outros que veio dos uniformes do esporte de canoagem no século 19. Eles ficaram populares mesmo nos EUA nas décadas de 20 e 30. Na época da Lei Seca músicos e gangsters (como Al Capone e Dizzy Gilespie) resolveram usados. Depois os astros de cinema adotaram. E não podemos esquecer de Churchill, que inclusive desenhou um, o “siren”, que usou durante a 2a Guerra Mundial.

clark-gable-1938 siren-suitchurchill

O ator Clark Gable e Churchill usando Risca de Giz

Continue lendo →

Conceitos Dicas

As estampas na decoração e na moda – Parte 7

Na parte 1  desta série falei dos: Chita / Chintz / Toile de Jouy e Liberty. Na parte 2 falei da  Cashmere. Na parte 3 das  listras. Na parte 4 do xadrez Tartan. Na parte 5 comecei o xadrez (Pied-de-Poule, Pied-de-Coq e Príncipe de Gales) e na parte 6 falei sobre outros xadrezes e o Tweed.

Agora você sabe que existe muito mais xadrez do que nossa vã ignorância? E talvez mais que a paciência de vocês com tanto xadrez? Então,  vamos mudar de estampa rapidinho. Vamos falar dos atualmente chamados Animal Print.

  estampas na decoração - animal print
Um tapete com tamanha presença precisa que o ambiente não seja rebuscado e cheio de detalhes

Continue lendo →

Conceitos Dicas

As estampas na decoração e na moda – Parte 6

Na parte 1  desta série falei dos: Chita / Chintz / Toile de Jouy e Liberty. Na parte 2 falei da  Cashmere. Na parte 3 das  listras. Na parte 4 do xadrez Tartan. Na parte 5 comecei o xadrez (Pied-de-Poule, Pied-de-Coq e Príncipe de Gales) e agora vamos continuar com mais alguns xadrezes famosos e o Tweed

Xadrez Vichy

Surgiu na cidade do mesmo nome, na França, conhecida pela fabricação de tecidos de algodão para aventais e camisetas. Ficou famosa nos anos 40 e 50, é um xadrez bicolor com base branca e foi o escolhido pelo estilo pin-up. Mas famoso ainda ficou quando a Brigitte Bardot resolveu se casar com ele na década de 50. Até hoje aparece muito em toalhas de mesa (pense em piquenique), aventais e na decoração quando quiser dar um toque romântico, ingênuo e alegre. Fica ótimo com tecidos floridos.

Brigitte-vichy   brigittebardot

Continue lendo →

Página 1 de 212