E vamos lá com o 4o. post desta série onde analiso 6 ambientes, enfatizando os princípios e técnicas usadas para conseguir que eles sejam tão bem decorados e harmoniosos.

Você pode saber mais sobre os princípios na nossa guia Princípios do Design de Interiores e também na série que você acessa aqui.

prodesign011-apartment-boston-zen-associates

Dar MOVIMENTO a um ambiente pode ser simples como colocar uma mesa na diagonal em relação às paredes, como nesta foto. Não é nada demais (só precisa de espaço, claro!) mas o ambiente todo parece mais dinâmico e original. Aqui vc tbém pode perceber a REPETIÇÃO das linhas retas, que chamam atenção principalmente nos bancos e cadeiras, que fortalecem o “clima masculino” do ambiente, suavizado somente pelas luminárias e flores.

mix-and-chic-woolwichhouse_gregnataledesign01

No estilo clássico e formal como este, são muito usados os princípios da REPETIÇÃO (muitos elementos circulares – mesa, tapete, cadeiras, luminária, objeto decorativo na mesa, desenho no revestimento das cadeiras e no tapete – , o X que aparece nas cadeiras e na luminária, a cor dourada) e do EQUILÍBRIO SIMÉTRICO (imaginando uma linha no meio da foto, os 2 lados são praticamente iguais).

nicety-live-journal-6464758_original

Uma TÉCNICA para dividir, por exemplo, a área de jantar da área de estar em um mesmo ambiente é usar os próprios móveis e tapetes como “divisores”. No caso acima, além do tapete à frente do sofá, que delimita a área de estar, os 2 quadros na parede também reforçam esta divisão visual. Nesta sala você também pode ver como é possível usar 3 tonalidades de madeira sem problemas: Sendo bem diferentes uma da outra.

circulo-cromatico_voceprecisadecor08

Outra TÉCNICA, desta vez para conseguir colocar cores vivas e fortes sem deixar “pesado” o ambiente, é usar cores neutras nas paredes e piso e escolher poucas cores vivas (acima somente o vermelho e o amarelo praticamente).

contemporist-cc_280614_11

Aproveitar um elemento arquitetônico  (no caso aqui uma abertura envidraçada) como ponto focal na decoração de um ambiente é uma das melhores TÉCNICAS do design de interiores, pois valoriza tanto a arquitetura como o design.

homedit-empty-wall-mirror

Outro exemplo da TÉCNICA de divisão de áreas com funções diferentes no mesmo ambiente: O tapete e os puffs “fecham” a área de estar e o espelho delimita a área de jantar e a cozinha. É importante manter uma boa área de circulação.

Veja o próximo post desta série aqui

E o primeiro aqui

Fotos dos sites e blogs: homeditcontemporist, voceprecisadecornicety-live-journalmix-and-chicprodesign

4 COMENTÁRIOS

  1. Rosana, sempre visito seu blog e é incrível a riqueza de detalhes e o conteúdo enriquecedor. É muito bom encontrar na web posts completos assim.
    Excelente trabalho.
    Um beijo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui