Quando falo de  erro na decoração, OU estou falando de questões ergonômicas/funcionais OU de segurança OU daquela situação em que o que você pretende não é o que você consegue. Considero que as únicas “regras” indiscutíveis na decoração e no design de interiores são as relacionadas a ergonomia, isso é, aquelas medidas máximas e mínimas para o conforto físico das pessoas, como, por exemplo, largura de corredores, quantidade de luz adequada para um trabalho, etc.

Na distribuição de quadros, em geral, queremos que eles fiquem harmoniosos no ambiente, sejam bem vistos (afinal, quadro é para olhar, não?) e não atrapalhem a circulação ou funcionalidade de um móvel. Quando isso não acontece, aqui estou chamando de erros. E vamos a eles:

1) O maior erro na decoração das suas paredes é não haver decoração. Uma parede nua, sem qualquer interesse dá um vazio danado e desequilibra o espaço. A não ser que o objetivo da decoração seja o máximo do minimalismo OU que todas as demais paredes estejam cheias demais e que o desejo seja de não “sufocar ” com tanta coisa em todas as paredes.  E quando falo de decoração de paredes não estou me referindo somente à quadros, ok?

semquadrosMesmo quadros discretos fazem uma diferença danada!

2) A altura dos quadros. Interessante como este é um erro recorrente: Em geral, os quadros são colocados mais alto do que deveriam estar. Parece um erro bobo mas você acha que é mesmo fácil encontrar a altura correta? Veja este exemplo:

alturaquadrosNa minha opinião, em nenhuma destas 3 fotos o conjunto de quadrinhos está em posição ótima: A do meio está muito alta, mas nas 2 outras, alguém ao sentar no sofá poderá bater a cabeça nos quadrinhos de baixo. A altura correta depende tanto da linha do olhar (o centro do quadro ou de um conjunto de quadros estar na linha dos olhos da altura de uma pessoa adulta mediana, o que seria por volta de 1,60/1,65 no nosso país), quanto da altura do pé direito, das medidas do quadro (ou conjunto) e da condição de não atrapalhar, como neste caso, a “circulação”. Para acertar é necessário testar, testar, usar, mudar e testar novamente. Sempre.

ACERVodeint3Com um pé direito, uma sala e um quadro com estes tamanhos tem sentido falar em linha do olhar ???  Neste caso, a altura é definida pela visão na longa distância (como um outdoor na rua, exagerando) entende ?

3) A relação entre o tamanho do quadro (ou conjunto de quadros) e o tamanho da área onde ele está – É aquela sensação de ou sobra quadro ou sobra parede, sabe como é ? E novamente, tudo é relativo e depende do que vc deseja. Mas imagine na foto acima, que este quadro tivesse um tamanho muito menor…A solução é testar, testar, testar. Sempre. De novo!

1-passionshake-hometours8Tenho certeza que vc já viu 500 fotos com um quadrinho pequeno assim na cabeceira da cama. As fotos, em geral, mostram o cantinho… Pode ficar bem, já que está acima do criado mudo, que é estreito. Mas não havendo nada mais em toda a parede OU um grande volume (seja objeto, móvel ou cor) no lado contrário, a possibilidade de ficar desequilibrado e estranho “na vida real” é grande.

4) O quarto erro é a falta de cuidado e planejamento  – Quadros devem ser bem colocados. Se vc coloca um prego e pendura o quadro nele  vai ficar o tempo todo corrigindo o “quadro torto”. Chato isso, não é ? Outra questão é que é importante planejar antes de começar a “bater prego” ou colocar fitas adesivas (elas podem estragar a parede tbém, se não houver muito cuidado).Há diversos métodos – a) Usar papéis cortados no mesmo tamanho e prender com fita comum para ver como fica. b) Colocar os quadros no chão e ficar mudando a distribuição até achar uma que lhe pareça boa, etc.

casachauchaPatricia53Quadros tortos – Não há decoração que resista!

5) Espalhar obras com o mesmo assunto ou muito parecidas por toda casa – É importante explorar a variedade. Um monte de quadros que parecem demais, são sobre o mesmo assunto, enfim, que parecem uma exposição de um só artista, podem ser usados, mas com critério. Seja criativa (o) e aumente o interesse!

quadros2No tempo, qual das duas organizações de quadros você acha que manterão o interesse ?

6 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Eli,
    Se vc os acha pequenos para o espaço, acrescente quadros e/ou outros objetos e faça uma composição mais solta, menos retinha…Teste primeiro no chão, até conseguir uma composição que realmente lhe agrade. Molduras em madeira ou outras esculturas em madeira facilitarão.
    bjo
    Rosana

  2. Oi Rosana;tenho outra duvida e que acima do sofa que te falei na cor capuchino tenho 3 esculturas em madeira escura; sao uma face de cristo,um pescado e um peixe com umpalmo de distancia entre eles.acho pouco pela parede ser grande e o tamanho do sofa;O que vc me sugere pra complementar que combine e nao fique exagerado? desculpe alguns erros, nao tenho muita pratica em digitar.fiz um curso rapido tem pouco tempo. um abraço. Eli

  3. Ótimas dicas Rosana!
    Acho que quase todos tem dificuldades em fazer uma composição na parede. Agora, fico agoniada é com quadros tortos, fico me segurando pra não colocar a mão e arrumar qdo vejo um fora de casa, rs

    bjus
    ana

  4. Rosana, adorei sua dicas!! Até o momento incorro no primeiro erro,kkkkk. Espero que ao decorar as paredes não cometa mais nenhum deles. Abraços Regina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui