Hoje, 16/9 acontece o Blog Action Day, que incita todos os blogueiros a pensar e falar sobre os Direitos Humanos. Quero falar sobre um assunto que, apesar de não ser diretamente um dos artigos da Declaração dos Direitos Humanos, adotada pela Organização das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948, está intimamente ligado a muitos deles. Veja estas imagens, “normais” em praticamente todas as grandes cidades do Brasil:

tremcheio1CPTM TREM

onibus-lotado

O Brasil é um lugar estranho onde, teoricamente, não há preconceitos e os direitos são iguais para todos, SÓ QUE NÃO!

Enquanto este tipo de tratamento indigno – dentre muitos outros –  for perpetrado contra as classes mais humildes –  os grandes trabalhadores que põem este país para funcionar todos os dias –  não somos um povo que respeita os Direitos Humanos,  não somos um país que trata com dignidade os seus filhos. Somos uma vergonha como nação!

Enquanto aceitarmos, sem uma indignação verdadeira que se transforme em exigência e ação, que um trabalhador seja tratado desta forma, como minha empregada, que saiu de casa hoje às 6:30 da manhã e chegou, cansada, para trabalhar às 10 horas –  morando a 1 hora de carro daqui –  não seremos verdadeiros cidadãos.

O transporte público das grandes cidades do Brasil, as péssimas condições das estradas e ruas, as péssimas e absurdas condições de trabalho dos motoristas destes veículos – que conduzem e cobram passagem, na sua maioria – são sim, um caso de afronta ao Direito Humano da DIGNIDADE e da Segurança Pessoal.

Nosso povo é trabalhador, humilde e em sua maioria, segue sendo tratado pior que gado todo dia, silencioso e com os olhos baixos, pela vergonha de ter que passar por isso para ganhar o seu pão, tão caro, enquanto alguns ficam milionários explorando-o. Isso é muito triste. Mas pior é que seu único sonho é ter um carrinho – que vai sofrer para pagar e manter, sem necessidade – para fugir desta situação.  Isso porque não tem esperança que um dia, tenha o transporte público que merece ou, ao menos, algum que respeite, ao mínimo, seus usuários.

 Mas não é assim que este problema se resolve. Todos, usuários ou não dos transportes públicos, sofrem por isso. Necessitamos nos conscientizar que transporte público não é um problema só para quem o usa. Pense nisso.

(imagens google e video de Josias Fabrício retirado do you tube)

2 COMENTÁRIOS

  1. Rosana, desconhecia a existência dessa data. Você não poderia ter abordado tema melhor. Parabéns! Eu não uso transporte público, mas nem por isso me omito ou fico alheia a essa vergonha que é nosso transporte público. E esse é só um dos tantos problemas que nossa população tem que enfrentar diariamente. É vergonhoso, desumano! Adorei seu post!

    abraço e um ótimo final de semana,
    Denise – dojeitode.blogspot.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui