Desde apagar as luzes ao sair de um ambiente até usar energia solar – que,  de acordo com o site Reviewbox, se apenas 10% da energia solar disponível fosse utilizada, estaríamos produzindo mais de 150 vezes aquilo que consumimos – selecionei quase tudo que você pode fazer para gastar menos energia elétrica na sua casa. Sua conta de Luz vai baixar mesmo desta vez!!!

Foto: ideiasdecor

  1. Dúvidas que você pode ter:

a) Como saber o que mais gasta energia?

         Praticamente tudo que gasta muita energia esquenta. Alguns equipamentos têm até ventiladores para evitar superaquecimento.

b) Como saber se você não está pagando mais do que gasta de verdade?

         Você mesmo(a) ou um eletricista pode conferir se há fuga de energia nas suas instalações elétricas: Apague todas as luzes e desligue tudo. Aguarde uns 2 minutos e veja se o número que aparece no medidor parou de mudar. Se ele continua é provável que você esteja com problemas que estão aumentando o valor da conta. Chame um eletricista urgente para ele descobrir se é um problema dentro da sua casa ou do medidor.

foto: LuizPaulo

c) ICMS, bandeiras e Tarifa Branca – Como podem impactar sua conta de luz?

Imagem: Light

  • Desde 1º de janeiro de 2019, a opção pela tarifa branca está disponível para quem consome mais de 250 KWh/.  A tarifa branca faz o custo mudar de valor de acordo com o dia e o horário do consumo. Ela é oferecida para residências e pequenos comércios, por exemplo, e é vantajosa para quem pode escolher gastar mais energia fora dos horários de pico (18 ás 21 horas)  ( Leia mais no site da aneel)

d) Como calcular seu consumo médio diário?

         Veja no seu medidor o valor que está mostrando hoje; Amanhã veja o valor que irá mostrar. Diminua o valor de amanhã pelo de hoje. Este é o seu consumo do dia.

      

E olhando as contas antigas você pode ter o consumo diário de cada mês. É só dividir o valor informado de consumo no mês pelo número de dias do mês. É claro que nos meses de verão os gastos tendem a aumentar. E você pode, olhando contas do verão passado, ter uma ideia aproximada de quanto vai pesar o seu bolso neste verão…

Se você quiser fazer uma simulação para ter uma ideia de quanto deveria gastar de energia, o site do CEEE tem um simulador.

2) Dicas para a casa em geral:

         – Pense em economia desde a construção ou na reforma – Uma casa construída de forma a aproveitar a melhor ventilação e iluminação do terreno ajuda muito a economizar energia – porque vai ser melhor iluminada pelo Sol e menos quente! Janelas com grandes aberturas (para o verão) e bom sistema de vedação (para o inverno) também ajudam muito.

Foto: decorfacil

– Em uma reforma estudar a possibilidade de acrescentar uma abertura, mesmo pequena, em ambientes escuros ou quentes pode melhorar muito a circulação do ar e a luminosidade

– Espelhos colocados em frente a janelas podem aumentar a presença da luminosidade natural – mas não coloque se o Sol bater diretamente neles, pois vai ser desconfortável para a visão.

Foto: zapimoveis

– Em varandas e jardins pense em usar luminárias solares ou células fotoelétricas. Elas ajudam a economizar energia e embelezam.

– Compre eletrodomésticos com o Selo Procel de Economia de Energia – Eletrodoméstico classificado como “A” funciona da mesma forma e gasta menos energia que um classificado como “B”, “C”, “D” e “E”. Os classificados com “A” são mais caros, mas a economia vale a pena, ainda mais considerando equipamentos que tem vida longa.

– Evite deixar as lâmpadas acesas durante o dia ou quando não há ninguém usando o ambiente. Isso vale também para equipamentos como TV, videogame, cafeteira, micro-ondas, computador, impressora, notebook etc. que não estão sendo usados. Desligue. Ensine as crianças a fazer o mesmo.

Use lâmpadas com dimmers ou temporizadores onde for possível e confortável.

Tetos claros (e paredes claras) refletem melhor a luz, permitindo uma iluminação menos potente

Foto: Traço Final Arquitetura e Design de Interiores

Programe a TV para desligar sozinha se você vê TV na cama

Mantenha lustres, luminárias e plafons limpos

Evite ligar e desligar lâmpadas fluorescentes muitas vezes.

Evite usar extensões e benjamins para ligar diversos aparelhos.

Foto: engerey

– Se for viajar por dias o ideal mesmo é desligar a chave geral – vai ser também mais seguro para sua casa

Na reforma ou construção use os melhores materiais e peças que puder para a instalação elétrica. E se certifique da capacitação do profissional responsável. Não economize só porque “o fio não será visto”. O que não é visto é o que tem que ter maior vida útil e o que pode destruir a sua casa sem aviso.

– De 2 em 2 ou no máximo 5 em 5 anos faça uma revisão geral na elétrica da casa

Eletrodomésticos muito antigos em geral gastam bem mais energia que os atuais.

3) Dicas para equipamentos específicos:

Chuveiro:

Evite banhos demorados se usa chuveiros elétricos.

Mude a chave do chuveiro para “verão” enquanto for possível (e não esqueça que banhos frios fazem bem à saúde). E atenção para mudar a chave antes de entrar no banho, para evitar choques ou até queimar a resistência do chuveiro.

Mantenha o chuveiro em boas condições. Esse é o item que, na maioria das casas, gasta mais energia.

Ar condicionado:

         Se assegure, na compra, que cada aparelho tenha a capacidade necessária e bastante para o tamanho do ambiente

         Na instalação, evite que o ar condicionado fique em paredes que pegam Sol direto e mantenha os filtros limpos e a saída de ar desobstruída

         Mantenha a vedação (se existir) perfeita e quanto estiver ligado, feche todas as portas e janelas, inclusive cortinas se o Sol estiver batendo nelas.

         Regule o termostato para temperatura amena (25/26 graus) e não frio demais

         Faça manutenção anual e enquanto der, use ventilador. A economia é bem grande

Geladeira:

         Compre geladeira compatível com a sua necessidade. Quanto maior, mais ela gasta energia: Uma geladeira de 284 k gasta 20% a mais de energia que uma de 210.

          Evite abrir e fechar muitas vezes.

         Geladeiras não devem ficar muito próximas a parede de trás nem “apertadas” nas laterais. Siga o manual do fabricante. Isso pode prejudicar inclusive o funcionamento delas

         Regule a temperatura da Geladeira em dias mais frios ou mais quentes

         Não forre as prateleiras da geladeira. Isso prejudica a circulação do ar dentro dela.

          Não coloque a geladeira ao lado de fornos e fogões sem uma proteção térmica entre eles e pela mesma razão (evitar áreas quentes), não coloque a geladeira em lugar onde bate o Sol.

         Mantenha a borracha da porta em boas condições. Para testar, feche a porta com uma folha de papel presa. Se ela cair ou você conseguir retirá-la com muita facilidade, a borracha não está boa.

         Se for ficar muito tempo fora de casa, esvazie-a e deixe desligada

Foto: Renata Cafaro

Máquina de Lavar:

         Acumule roupas para lavar até próximo da carga máxima, se possível

         Mantenha a máquina e os filtros limpos e faça manutenção anualmente

         Use a quantidade certa de sabão. Prefira o sabão líquido, que suja menos a máquina

         Se tiver como, use varal ao invés de secadora. Vento e Sol ainda são gratuitos

Ferro de passar:

         Acumule roupas para passar. Este também é um dos itens que mais gasta energia ao ser usado.

         Passe as roupas que precisam de temperatura baixa por último. Assim você pode desligar o ferro um pouco antes.

Foto: casaeconstrucao

Carregador de celular e todos os aparelhos que têm timer ou lâmpadas quando na tomada sem estar sendo usados

         Evite deixar o celular carregando de um dia para o outro.

Retire esses equipamentos da tomada quando não usados: O consumo é pouco, assim como o consumo destes outros equipamentos, mas imagine a quantidade de aparelhos em uma cidade?

4) Pense em Energia solar!

         Se puder, instale um sistema de aquecimento solar – Você encontra kits prontos em todos os tamanhos. Um só para aquecer a água do banho vai ser uma grande economia!

Foto: Telhado solar da Tesla (veja mais sobre isso aqui) 

         Já os sistemas geradores solares fotovoltaicos produzem energia elétrica, que pode ser usada em toda casa, a partir da luz do Sol que chega às placas solares que formam o painel solar (e agora temos os telhados solares!)

         E essa energia pode ser usada por você e até distribuída para ser usada por outras casas. Neste último caso, você recebe créditos da empresa distribuidora de energia da sua cidade. Veja mais sobre isso nesse vídeo: https://youtu.be/JTqz_xzozl0

Aproveite as dicas e economize energia!!!!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui