Você  sabe que adoro escrever, certo? Mas não sabe que um sonho antigo que tenho é escrever livros! E fui escrevendo, sem saber se iria ou não publicá-los um dia…. Mas eis que fui convidada para desenvolver um e-book e testar uma nova plataforma de conteúdos chamada  Essia. E agora tenho o prazer de lhe dizer que o primeiro e-book do Simples Decoração está pronto   \0/  \0/ e disponível para vc – gratuitamente, viu ?

melhoresdicasacessorios

Como sou humilde e muito pouco ambiciosa (SQN!) considero este um capítulo do GRANDE livro “As Melhores Dicas de Decoração” e comecei pelo que chamei de Acessórios de Decoração – almofadas, objetos em geral e tapetes – aquelas “cerejas do bolo” que personalizam e completam toda decoração. O e-book dá dicas ótimas para vc não errar na escolha destes itens.

Mas, Rosana! Como que eu vejo este danado deste e-book ? 

Ah, tá! Já vou dizer, mas peço a vc que, se desejar me retornar uma alegria por este conteúdo, além de ver as novidades, posts e avisos sobre novos e-books disponíveis, deixe seu e-mail neste link.  Não é obrigatório para acessar o e-book, mas vc vai perder um monte de novidades e me deixar triste…  🙁

E para acessar o e-book é só clicar aqui. (e você vê direitinho em qualquer lugar: desktop, celular, tablet…)

Espero que goste muito e me dê um retorno nos comentários: Gostou ? Não gostou ? Sobre que assuntos deseja o próximo e-book ?  Como sempre, vou responder e considerar muito o que vc me informar. Minha carreira de escritora depende do seu feedback, ok ?

O pessoal do Essia foi super bacana, recomendo muito a quem quiser disponibilizar sua arte, conhecimento, enfim… escrever para o mundo, que conheça a sua proposta.

Se cadastre no nosso feed, vai lá ler e depois comente, ok ? Aguardo vc!

 

13 COMENTÁRIOS

  1. Olha só! Que bom que começamos esse diálogo!

    Nunca me identifiquei com a estética minimalista, mas no final acho que você diagnosticou bem, sou minimalista para muitas coisas e descambo para o barroco no uso das paredes.

    Entendi melhor a sua estratégia e concordo em vários pontos. Agora fiquei curiosa para ver como continua essa odisséia.

  2. Olá, Letícia!
    Muito obrigada por seu feedback…é ótimo q seja uma crítica, pois me dá o espaço para explicar motivações que não teriam lugar em um post. Vamos lá:
    1) Combinar almofadas, escolher tapetes e objetos decorativos são sim uma questão de gosto, formas, padrões, tecidos e cores. É é sobre isso que falo no e-book. Para algumas pessoas, como vc, são coisas inúteis. Para outras, como eu, são, como disse, a cereja do bolo – dispensável para alguns – os mais minimalistas – e importantes para outros, exatamente pela possibilidade de fazer um ambiente mais interessante e permitir que ele seja versátil, podendo ser muito transformado com pouco investimento.

    2) Como informei, este é um capítulo. E decidi começar por este (que poderá até ser o último capítulo do livro ..) devido ao fato de que a maioria das dúvidas que recebo dos leitores é exatamente sobre almofadas, objetos e tapetes. Informo no texto q minhas sugestões não são regras, mas sim formas de facilitar a vida de quem tem dificuldades.

    3) Qto a tapetes,se me permite lhe informar, eles tem outras funções, como melhorar a acústica, proteger assoalhos, evitar contato com pisos frios – ótimos para áreas quentes mas desconfortáveis para muitos na hora de levantar da cama; esconder imperfeições no piso se necessário, dar sensação de claridade em pisos escuros (ou o contrário), e tornar os ambientes mais aconchegantes. Existem materiais para climas frios e quentes.

    4) Eu tbém considero que a funcionalidade, organização, bom fluxo e o atendimento das necessidades dos moradores são a base do bom design – sem eles não há ambiente decorado – e como vc mesma disse – itens de valor sentimental são parte crucial para uma decoração com a alma do habitante e, para muitos, estes itens são seus objetos decorativos, que muitas vezes, por uma má disposição ou escolha, perdem sua visibilidade e importância, como seus quadros poderiam perder se não fossem bem escolhidos e não estivessem equilibrados esteticamente com o restante do seu ambiente, o que tenho certeza que estão.

    Enfim, espero que fique mais clara e coerente para vc minha estratégia e espero também que vc aguarde e leia os próximos e-books, onde vou tratar, com certeza, de todos os pontos que vc citou.
    Um beijo
    Rosana

  3. Juro que não queria ser a primeira a comentar.

    O livro está bem escrito, bem ilustrado e deve ter dado um trabalhão para fazer, mas… regras de como combinar almofadas, juntar objetos decorativos e escolher tapetes… combinar almofadas é uma questão de gosto, de cores e formas e inutilidade (do meu ponto de vista) – comentário que vale para os objetos decorativos também.

    Os tapetes tem algumas considerações práticas e de segurança que você fez super bem, fora uma: tapetes são especialmente úteis em climas frios para esquentar a casa, ou seja, inúteis em 90% do Brasil.

    Deve ser uma abordagem toda minha, mas quando eu penso em decoração eu penso em funcionalidade, em como fazer a casa servir aos habitantes, em organização, em disposição de móveis, em fluxo – tanto do trafego de pessoas quanto na execução das tarefas – e a beleza da casa vem disso e de itens com valor sentimental. Não tenho uma almofada, um tapete nem uma esculturinha, mas tenho paredeS cheias de quadros e preenchidas com cor.

    Por isso não queria ser a primeira a comentar, porque meu o que eu tenho a dizer é uma crítica, mas que vem de uma abordagem diferente, não de um ataque qualidade do seu conteúdo. Também por isso não quero deixar de fazer esse comentário porque quero acreditar que essa é uma crítica construtiva e porque sou leitora do seu blog e parte do seu público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui