Nestes tempos de Dengue, Zika e Chikungunya, muita gente tem eliminado as plantas de sua vida achando que elas atraem o Aedes aegypti. Isto é um erro grave propagado no boca a boca!

As plantas nos fazem bem tanto em sentido físico como psicológico. Atraem polinizadores e micro-organismos benéficos e apenas quando há um desequilíbrio é que precisamos tomar alguma medida.Muito se fala das bromélias quando o assunto é combate ao mosquito Aedes, mas estudos mostram que ela não é a vilã. O Aedes não é nativo do Brasil e não existe uma atração entre estas espécies – Mosquitos que gostam das bromélias são concorrentes do Aedes. Veja neste vídeo (e aproveite para aprender como cultivar bromélias):

Mas será possível combater o Aedes com o uso de plantas?

Bem, novamente não é a planta em si que faz isso, mas o equilíbrio que ela proporciona.Algumas espécies por exemplo, atraem borboletas, abelhas, pássaros, etc, então, o que precisamos fazer é atrair alguma espécie que se interesse em consumir o mosquito ou a larva dele.

E será que existe? 

As libélulas põem seus ovos no mesmo lugar que o mosquito Aedes. E as larvas delas se alimentam das larvas do Aedes! As larvas das libélulas prestam este excelente serviço no controle de outros insetos. Só que hoje em dia quase não se vê libélulas –  elas são silvestres (Vivem perto de rios, lagos e matas), mas podemos tentar atraí-las. Sabe como?

1625090422_flor_site

Com a Crotalária, por exemplo! Ela  pode ser cultivada em qualquer local do Brasil, em sol pleno. Tolera a seca e pode chegar a 2,50m, mas em vasos crescerá menos. Não existem ainda estudos científicos que comprovem a redução na quantidade de mosquitos, mas esta prática natural tem sido adotada e vale a pena tentar! Além disso, a Crotalária é bonita, também reduz pragas do solo e pode ser usada como adubo verde.

crotalaria-e-libelula-aedes

Crotalária e libélula

Mas fica o alerta: A forma mais eficaz de combater o Aedes ainda é eliminar criadouros (pontos de água parada), colocar o lixo em locais e recipientes adequados, colocar areias nos pratos dos vasos, limpar calhas e caixas d´água, manter quintais e jardins limpos e exigir saneamento básico, que é uma obrigação do nosso governo.

Links para saber mais: Crotalária ; Fundação Oswaldo Cruz, A Dengue e as Bromélias 

Se gostou dessa matéria, comente, pergunte, curta, compartilhe.

>Marcia Nassrallah​

Fotos:  institutoautoglass e licenciamentobr.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui