Antes de reformar ou decorar, leia estas dicas. Você vai ter uma reforma bem mais tranquila se segui-las.

1°erro:   Não planejar – Planejar é essencial. E há diversas coisas a planejar:

O momento certo para iniciar a reformaa) O final do ano é época em que todos resolvem reformar. Prefira iniciar após as festas,  no máximo até Outubro; b) Se vai mexer na cozinha, tenha um plano B para a alimentação; c) Épocas mais frias e de chuvas atrasam certos serviços (pintura, por exemplo); d) Crianças em férias, visitas, doenças, festas? Mude para outra data. e) A grana está apertada e você não terá uma reserva para imprevistos? Aguarde! f) Não encontrou profissionais que provassem sua competência? Procure mais!

O planejamento do trabalho – Detalhe bastante (sozinho ou com os profissionais que contratar) as atividades que serão executadas , a ordem em que serão executadas, materiais, produtos, tudo que vai ser necessário comprar e o prazo para execução . Com isso defina até quando cada material, produto, móvel, etc., deve ser comprado e entregue para não parar a reforma por atraso na entrega. Pense em como organizar o dia-a-dia da casa à cada fase.

clickarquitetura photos 01-reforma

O pagamento do trabalho aos profissionais envolvidos – A melhor forma de evitar problemas é ligar o pagamento à fases terminadas do trabalho. Se o trabalho atrasar, o pagamento também atrasará. Esta é a melhor forma de fazer o atraso também ser um grande problema para quem está executando. Em geral há um sinal no início dos trabalhos, mas ele deve ser o menor possível.

2° erro: Não ter um contrato detalhado de trabalho – O que se fala e não se escreve, se esquece e pode ser fonte de problemas futuros. Mesmo que seja um simples papel, assinado pelos profissionais que realizarão o trabalho, detalhe atividades, datas, prazos, valores e forma de pagamento.

3° erro: Não se certificar da compreensão do projeto ou serviço à ser feito – A comunicação é passível de erros de compreensão. Palavras podem ter significado diferente para cada pessoa. Por isso, ao explicar o que deseja, sempre peça que o profissional repita nas palavras dele o que você pediu. Se for o caso, peça desenhos explicativos. Entenda tudo, claramente. Não deixe para depois, porque pode haver retrabalho e mais gastos.

salaclaudio0

4° erro: Extrapolar os limites do que será feito – Tente não acrescentar atividades depois que fechar o trabalho a ser executado, senão periga de você reformar a casa inteira quando queria reformar só o banheiro. O planejamento inicial e o orçamento vão para o espaço.

5° erro: Não ter as medidas – Caso esteja fazendo sozinho a reforma ou decoração, NUNCA saia de casa para comprar qualquer coisa que dependa de medidas sem elas (e praticamente tudo depende! Até aquele abajur que você quer colocar no criado-mudo tem uma medida máxima para caber no espaço).

6° erro: Não testar tintas ou levar amostras – Muita gente acha que: “Ah, vou usar cinza na parede. É só comprar um cinza que eu goste na loja”. Enorme engano. Todas as cores podem enganar muito, porque a sua percepção depende do ambiente, do que há em volta dele, da luz que incide… Por isso nunca é gasto desnecessário testar tintas no lugar onde serão usadas e ver o seu efeito em diversos horários. O mesmo com, por exemplo: Ao comprar o granito para a cozinha, leve amostras das pastilhas que pretende colocar. Só assim você terá o máximo de certeza de que as cores combinam. E cuidado com as luzes das lojas: Elas costumam mudar a percepção das cores.

casaejardim00

7° erro: Comprar sem considerar o todo – Viu na loja uma poltrona e quer comprar? Ok, mas ela cabe na sala? E se cabe, você considerou a área livre necessária para usá-la ? Ela combina com o estilo e as cores da sala? É necessário planejar o seu espaço, como vai usá-lo, que funcionalidades precisa, que cores ficam bem juntas e lhe agradam.

8° erro: Comprar porque achou linda (o) – É o mesmo erro acima, mas aqui enfatizo aquele desejo de comprar algo que você acha maravilhoso, mas provavelmente não vai entender, daqui a algum tempo, por que comprou afinal. Por exemplo, uma cadeira de um designer famoso que é mais um objeto de arte do que confortável e funcional. Este tipo de objeto funciona  quando você é esta pessoa que ama design/arte e tem espaço e projeto para expor o objeto da forma que ele merece. Se não for assim, ou você não tiver espaço em casa para isso, continue namorando a cadeira na loja, ok?

zoop-e creativejob-design de moveis futurista-cadeira

9° erro: Comprar sem considerar seus hábitos, rotinas ou necessidades É o caso da pessoa que compra aquele aparelho de ginástica acreditando que agora sim (depois de uma vida sedentária) vai começar a se exercitar. Ou que compra um tapete branco e felpudo, tem 10 cachorros e gatos em casa e  alergia a poeira. Por aí. Não compre sem pensar nisso.

10° erro: Comprar tudo junto: Você vê na loja e vê uma sala montada: Sofás, poltronas, almofadas, vasos, objetos, tudo lindo! Parece que dá certo comprar a sala inteira, não é? Provavelmente não vai dar. Mesmo que as medidas se ajustem à sua sala, a circulação permita que a distribuição dos móveis seja a mesma, enfim, mesmo que TUDO pareça dar certo, uma hora você vai perceber que falta uma coisa: A sua personalidade. E isso você só consegue fazendo a SUA mistura, acrescentando objetos que tenham sua história. E isso é feito devagar, “garimpando” por aí, sem pressa e provavelmente, economizando um bocado. O ideal seria comprar os grandes itens, nunca todos na mesma loja, e deixar espaço para acrescentar os menores e detalhes depois. Decorar a casa é um processo.

Fotos dos sites e blogs: zoop-e, casaejardim, cliquearquitetura e SimplesDecoracao

6 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui